Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Domingo, 19 de novembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: - -
No ar: - -
 

Sérgio Machado
Radialista


Para que o Ceará seja melhor
   
Com a definição dos nomes que disputarão o governo do Ceará, os bastidores da política local estão agitados.

Nesse cenário, o prefeito de Quixeramobim, Cirilo Pimenta, já afirmou que apoiará o petista Camilo Santana. Não se sabe, porém, se o ex-prefeito Edmilson Júnior, aliado histórico de Cirilo, mas correligionário de Eunício Oliveira, outro candidato ao Abolição, apoiará o peemedebista ou acompanhará Pimenta.

Rumores dão conta de que um almoço reuniu recentemente o prefeito com seus correligionários, vereadores de sua base, suplentes e lideranças comunitárias com o objetivo de decidir essa e algumas outras questões, como os apoios a candidaturas a senador, deputado estadual e federal.

Um fato totalmente inimaginável pode vir a ocorrer, segundo conversas de bastidores. Especula-se que Cirilo possa, pela primeira vez, apoiar para deputado estadual um candidato que não seja da terra. Os nomes cotados seriam o do quixadaense Osmar Baquit e de Tomaz Holanda, que buscam novas bases para a reeleição. Vozes já se levantam discordantes desse "possível" comportamento de Pimenta.

A resistência ao nome de Baquit é grande, e Osmar estaria buscando apoio em Quixeramobim exatamente por sua situação em Quixadá estar ruim, mas aqui não teria vida fácil. Uma forte corrente defende o lançamento de um nome local, que poderia ser do ex-vereador Neto Nogueira ou do atual presidente da Câmara, Clébio Pavone.

Também deverá ser definido quem terá o apoio do grupo político para a Câmara dos Deputados. Cirilo iria de Balhmann e Edmilson Júnior de Genecias Noronha? E para o Senado Federal, quem vai de Tasso, quem vai de Mauro Filho? As dúvidas pairam no ar.

E a oposição local, como caminhará nesse processo? Com a candidatura de Mauro Filho ao Senado, o grupo fica livre para lançar um nome próprio ou apoiar alguém de fora. Fala-se, inclusive, que o líder oposicionista Rômulo Coelho estaria conversando com Agenor Neto, ex-prefeito de Iguatu; mas que poderia lançar seu filho, o médico Pedro Henrique, um jovem que ainda não concorreu a cargos eletivos, mas que milita em partidos políticos desde muito cedo .

Até então, tudo isso são especulações, mas em se tratando de política, o inimaginável sempre pode acontecer, a depender das articulações. É esperar para ver. 

Terminada a Copa do Mundo, o foco será a campanha eleitoral, e, até lá, espera-se que ambos os grupos definam suas posições. 

Surpresas poderão surgir. A única certeza é de que esta será uma das disputas mais acirradas que o Ceará já viu.

Ninguém está para brincadeira. Que lancem-se os dados. Ou melhor, os nomes.

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário



Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados