Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Sábado, 18 de novembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Manhã 106
No ar: Sábado é Show
 

Sérgio Machado
Radialista


As pesquisas eleitorais e a escolha do eleitor
   

Às vésperas das eleições, jornal de grande circulação do Estado aborda hoje  um assunto que vem sendo discutido pela população: pesquisas eleitorais. Entre grupos que defendem a realização das mesmas e outros que encaram a situação com um pé atrás, o inquestionável peso das pesquisas na escolha de boa parte do eleitorado.

Não sei se é coincidência ou mera confirmação, mas geralmente os resultados das pesquisas acabam por se confirmar com a realização do pleito eleitoral. Recentemente presenciei uma discussão a respeito do resultado de determinada pesquisa realizada. Um senhor de meia-idade afirmava ser costume seu escolher o candidato que vai melhor nas pesquisas, pois não é doido de perder seu voto. A afirmação à primeira vista poderia ser tida como uma opinião isolada, mas na realidade é um reflexo do tipo de eleitor que vai às urnas neste cinco de outubro.

Em se tratando de disputa eleitoral, muitas vezes os fins justificam os meios e a realização dessas pesquisas ao invés de terem a finalidade de nortear candidatos, partidos e coligações, são um meio de induzir o eleitor indeciso a definir seu voto, prejudicando assim a liberdade de escolha livre e consciente.

Há, sem dúvidas institutos de pesquisa sérios nesse país e há também um grande numero dessas organizações suspeitas de fraude. O que nos resta é esperar que o Ministério Público e a Justiça Eleitoral estejam atentos a realização e mais do que isso a publicação desses resultados, sob pena de termos as eleições definidas por pesquisas de opinião pública  sob as quais pairam dúvidas e acusações graves. 

Que as pesquisas sejam realizadas sobretudo por organizações sérias, bem conceituadas, tudo bem, mas que essas pesquisas sejam utilizadas como propaganda eleitoral, alto lá! Tenho cá minhas dúvidas sobre a quem interessam realmente a divulgação das pesquisas... 

Que o eleitor não consulte apenas o resultado das pesquisas, mas a sua consciência, a história dos candidatos, informe-se sobre a procedência dessas pesquisas, o método utilizado para o alcance dos resultados apresentados pelas mesmas, sob pena de ter seu voto manipulado. Voto não é estatística, é escolha e o que está em jogo, afinal, não são interesses de grupos políticos, mas o futuro de toda a população. Pensem nisso.


  imprimir
enviar para um amigo 
voltar

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário



Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados