Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Quarta-feira, 20 de setembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: - -
No ar: - -
 

Sérgio Machado
Radialista


A arte de saber gastar o dinheiro público
   
Acompanhamos e continuamos acompanhando a realização de uma maratona de festivais juninos e julinos no Nordeste. Com os festejos a São João e São Pedro a disputa entre os municípios é apresentar a maior atração. Entre esses alguns que até bem pouco tempo devastados pela ação das chuvas, recorriam a solidariedade da sociedade civil solicitando doações de alimentos, agasalhos, remédios e até mesmo água potável hoje aplicam milhares, até milhões de reais na contratação de artistas a peso de ouro.

Sabemos que a maioria dos recursos aplicados vêm dos ministério do Turismo e da Cultura, através do “empenho” de parlamentares influentes nesses órgãos. Triste é constatar que esses senhores tão bem intencionados são muitas vezes os maiores beneficiados com as suas emendas. Denúncias dão contas de comissões que vão de dez a vinte por cento do total dos recursos liberados. Uma verdadeira farra com o dinheiro público.


Contratos sem licitação, superfaturamento de notas, campanha eleitoral antecipada são algumas das irregularidades geradas nesses eventos, sem falar na qualidade dos shows, que ao invés de resgatarem a nossa cultura regional e as manifestações culturais locais apresentam muitas vezes grupos que em nada contribuem com a valorização da nossa cultura e que nada tem a ver com a temática junina.

A alegria de parlamentares e empresários do ramo de entretenimento está na proliferação de bandas de forró, mulheres frutas e afins. Não se leva em conta a qualidade das apresentações, o que importa é arrastar a multidão, é a visibilidade que ganha o município, ou melhor, o gestor que contrata a banda do momento, a dupla badalada, o maior bumbum do Brasil.


E vamos calando, e assistindo inertes a farra com o dinheiro público, enquanto a multidão se aglomera em praças e avenidas como que hipnotizada. Ao poder público que tantas vezes age de forma irresponsável com o dinheiro público, negando educação de qualidade às nossas crianças, negando o acesso à cultura verdadeira, um alerta: ainda acreditamos que as massas vão acordar e exigir mais dos seus representantes.

Aos Ministérios da Cultura e do Turismo duas indagações: quais são os critérios adotados para a liberação desses recursos? Pode tudo? Aos senhores prefeitos uma sugestão: valorizem a cultura local, invistam na formação das pessoas através da arte e da cultura, comprovadamente duas ferramentas fundamentais na educação. Saber valorizar a nossa cultura é fomentá-la gerando desenvolvimento social e econômico, metas que deverão ser perseguidas por todo gestor realmente comprometido com a população.

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário



Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados