Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Domingo, 19 de novembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: As Melhores da Canudos
No ar: Domingo Sertanejo
 

Sérgio Machado
Radialista


O rádio e a liberdade da imprensa
   
Em ano eleitoral, mais do que nunca, volto meus olhos para o comportamento da mídia de modo geral, como também do rádio e dos profissionais que nele atuam, especificamente.

Vejo com muita preocupação que o rádio tenha se tornado cada vez menos independente, o que é um perigo para a democracia e para a sua própria credibilidade.

Há hoje conglomerados de emissoras servindo a interesses pessoais e políticos em todos os recantos desse país, distorcendo os fatos, manipulando a opinião pública. Operários do rádio que ignoram a ética e passam por cima da responsabilidade que requer o exercício da profissão.

Pude, com muita tristeza e também revolta, observar ao longo de minha trajetória no rádio, a quantidade de talentos desperdiçados de pessoas que poderiam exercer um relevante trabalho, caso não estivessem a serviço de interesses pessoais e políticos.

O comunicador é a voz da imparcialidade, e quando não se porta de acordo com ela, macula sua carreira, perde sua credibilidade, que é fundamental não só para o exercício de sua profissão como para a sobrevivência do próprio  veículo rádio, que mais do que nunca tem que ser fortalecido, sob pena de dentre tantos meios de comunicação perder seu espaço.

Considero-me um operário do rádio, um amante, um defensor da radiodifusão. Sou fascinado pelas ondas médias e curtas, um entusiasta da comunicação, da boa comunicação, livre de vícios, formada por profissionais comprometidos com a notícia. Participo de todas as fases do processo de elaboração e veiculação da programação das emissoras que compõem o Sistema Maior – Canudos FM. Aqui, investimos em aparelhos, na grade de comunicação, em trilhas, vinhetas, mas, acima de tudo, focamos nossa atenção no profissional, nos cidadãos e cidadãs que estão à frente do microfone.

Trabalhamos diariamente com o firme propósito de honrar a audiência que, com trabalho, conquistamos nesses 22 anos de comunicação. Temos uma imensa gratidão e respeito por cada um dos nossos espectadores. Nosso ouvinte não é um consumidor, é um cidadão. Não vendemos um produto, mas prestamos serviços. E é com esse pensamento que nos pautamos.

Acreditamos na necessidade de uma séria reflexão sobre a imprensa. Não aquela idéia que nos leve ao cerceamento da liberdade de imprensa, mas um pensamento que se faça dentro do próprio segmento, sobre a necessidade vital de uma postura ética e independente.

Travestidos de jornalistas, muitos oportunistas desvirtuam a realidade dos fatos, usam a audiência como moeda de troca para alcançar benefícios pessoais, muitas vezes bancados pelos próprios anunciantes locais.

Maus profissionais que se utilizam da abrangência do rádio, um veículo de massa, para propagar mentiras, fazer a politicagem barata e danosa, dentre outras condutas antiéticas que não devem ter mais espaço no rádio. Mas, infelizmente, bancados muitas vezes por "grupos políticos", econômicos e até mesmo, em alguns casos, criminosos, através de horários comprados em emissoras em todo o Brasil; entram em nossos lares todos os dias, sem nenhum compromisso com o público ouvinte, prestando, na realidade, um desserviço à população. À eles, nosso repúdio. Microfone não é lixo.

É preciso moralizar a profissão, repensar os rumos da comunicação em todos os seus setores, principalmente no rádio, que é mais acessível, está mais no dia a dia do povo.

É necessária a construção de uma nova mentalidade, mais consciente, mais responsável e, acima de tudo, mais comprometida com o rádio. Não nos deixemos usar, tampouco deixemos que através do rádio se use a população.

Afinal, como diz John Milton, a imprensa é a luz da liberdade. E liberdade, para mim, é sinônimo de responsabilidade.

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário



Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados