Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Sexta-feira, 22 de setembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: - -
No ar: - -
 
 
 

Elistênio Alves
Graduando em Letras/Espanhol pela Universidade Federal do Ceará. Membro da Academia Quixeramobinense de Letras, Ciências e Artes (AQUILetras)


 

Quixeramobim: Uma cultura em decadência em pleno século XXI
   
“Num passado remoto e glorioso, nestes campos gerais do Sertão”. É muito bonita a letra do Hino de Quixeramobim. Certamente este trecho é a cara do momento de desaparecimento da Cultura em nossa cidade. 

Farei um pequeno desabafo e espero que este seja ouvido por quem de direito. Na verdade faltam incentivo, investimento, e acima de tudo compromisso com a Cultura local. Alguém sabe pra que serve o Memorial Antonio Conselheiro? 

Eu respondo. Hoje em dia serve para juntar lixo na parte externa, morcegos e, ainda, assaltos durante a noite. E qual a finalidade dele? Amigo, este é o nosso ‘Acquario do Ceará’: grande, bonito e inútil. Ah, você deve estar se perguntando: E os turistas? Pois bem, no Memorial faltam sinalização, estrutura, guias turísticos e o mais importante: coisas que lembrem Antonio Conselheiro, afinal, é um Memorial. 

Estive na cidade de Canudos, na Bahia, no final do ano passado. Percebi quão grande é o atraso de Quixeramobim em relação à história de Antonio Conselheiro. Sim, lá foi onde aconteceu a Guerra, mas foi aqui, em Quixeramobim, que o homem nasceu. E o que temos de lembrança viva dele na cidade? 

Mas esse não é o único problema. Vejo que o incentivo à iniciativa cultural nas áreas das artes cênicas, dança, canto, estão ficando simplesmente cada vez mais escassos. Instrumento para trabalhar deve ter, ou pelo menos deveria ter. Quixeramobim tem tanta gente boa se perdendo, tantos talentos ocultos e que não são vistos pela forma certa de se fazer ‘cultura’. Sim amigos, dá pra fazer mais, basta ter vontade. Olhem com bons olhos, senhores governantes, vamos parar de discussão em vão via Facebook e agir! 

Temos um Mestre da Cultura, o Piauí, reconhecido nacionalmente e que enfrenta dificuldades muitas vezes financeiras para manter e montar o seu Boi de Reisado. Acho que é demais pra quem lutou a vida toda pra manter viva uma história de família que é patrimônio da cidade, o Boi do Piauí. Eu cresci vendo o Boi. Até quando passaremos por isso? Até quando Quixeramobim verá os movimentos culturais como ‘favor’? Tem que ser obrigação. Não se salva a Cultura local só com bandas de forró na Praça. Este não é um problema de hoje, é um problema de sempre. Sempre.

Ressalto o trabalho de três ou quatro instituições privadas e não governamentais, que dentro da medida do possível e com muita boa vontade, caminham lutando por dias melhores no cenário cultural do nosso Quixeramobim. 

Que este clamor possa ser ouvido. Finalizo com o Cordel do Fogo Encantado, com um trecho da música ‘Pedra e Bala’, que brilhantemente relata a luta de Conselheiro em Canudos e cola perfeitamente na ideia deste texto: “Juntem... as forças pra seguir nessa jornada...! Busquem... as forças pra lutar na sua própria batalha”. 

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados