Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Segunda-feira, 16 de outubro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: - -
No ar: - -
 
 
 

Bruno Paulino
Membro da Academia Quixadaense de Letras. Autor dos livros “Lá nas Marinheiras e outras crônicas” (Imprece, 2012) e “A Menina da Chuva” (Premius, 2013)


 

Uma Copa sem figurinhas
   
Sempre colecionei álbuns de figurinhas, principalmente os de futebol, embora não deixasse de lado os que tinham como tema os personagens da TV e os super-heróis, o meu gosto maior em colecionar sempre foram mesmo os álbuns futebolísticos. 

Em épocas de Copa do Mundo, principalmente, era aquela correria para preencher o álbum, ou encontrar a figurinha premiada, pois é claro, eu tinha que ser o primeiro da rua a preencher. As figuras que iam se repetindo, destinava para o inflacionado e infrutífero mercado da barganha junto aos outros colecionadores. Recordo que um cromo do zagueiro paraguaio Gamarra na copa de 98, de quem eu era um confesso admirador - pelo fato do beque além de ser eficientíssimo, não cometer faltas - negociei por uma infinidade de outros cards.

Voltando aos álbuns de figurinhas, lembro que no centro de Quixeramobim, na Praça da Prefeitura, tinham duas bancas de revistas que distribuíam os exemplares dos álbuns por toda cidade, às vezes, alguns comércios próximos da minha casa também vendiam os pacotinhos. Mas o meu verdadeiro e grandioso prazer naquela época era ir até a banca, cruzar todo Quixeramobim, cheio de ansiedade com as moedinhas contadas no bolso, e comprar o pacotinho que vinha com três ou quatro raridades que faltavam – nem sempre, é verdade! – para completar meu álbum. 

Hoje já não consigo ter as eufóricas alegrias de um colecionador, pois deixei de colecionar os álbuns de figurinhas. Deixei de colecionar não pelo fato que tenha amadurecido ou coisa assim, deixei simplesmente porque não existe mais banca de revistas na cidade, onde possa comprá-los. E a única vantagem nisso tudo, é que ninguém que eu conheço vai preencher o álbum antes de mim.

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados