Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Canudos Boa Noite
No ar: - -
 
 
 

Elistênio Alves
Graduando em Letras/Espanhol pela Universidade Federal do Ceará. Membro da Academia Quixeramobinense de Letras, Ciências e Artes (AQUILetras)


 

Entre um pênalti e outro, eis Camilo Santana
   
Como diria o Galvão, “Bem, Amigos...” do Estado do Ceará [...] começa o jogo, mexem na bola Cid e Eunício. 

Inicio escrevendo e parafraseando o locutor de esporte porque muito se encaixa na forma como se divulgaram os nomes (pelo menos do lado de Cid), à corrida deste ano rumo ao Palácio Abolição. Foi tudo no “Haja Coração” e como uma surpresa um tanto quanto indigesta para muitos, surgiu o nome de Camilo Santana, do PT.

O mundo parou pra ver a seleção no sábado, ninguém agüentava de tanta apreensão, jogo chato, trucado, que ia aos pênaltis e, do outro lado, o governador que dava sinal positivo para o nome de Camilo com o seu apoio. O Galvão dizia de lá: “Vai Júlio”, e Cid de cá: “Vai, Camilo”. Creio que até a imprensa, que estava com foco na partida, foi pega de surpresa com o anúncio. Ora, dito e feito! 

Após o jogo e, claro, restabelecendo os batimentos cardíacos, vi no twitter postagens do Deputado Federal Guimarães, que falava de uma decisão importante que teria tomado em sua vida política. Ao certo, meus amigos, foi a retirada de seu nome como pré-candidato ao senado, abrindo assim toda e qualquer possibilidade para o nome de Santana ecoar, livre leve e solto nos quatro cantos do Ceará, como candidato a governador. Estratégico, quem sabe?

Contudo, não foi com total agrado que os correligionários do PROS receberam esta notícia, isso porque eles queriam que o indicado fosse- claro-, um deles: Zezinho, Mauro ou Domingos. Mas tem um ditado muito popular, meu amigo, que diz: “Manda quem pode, obedece quem tem juízo”. É, a ordem veio da mulher lá de cima: ‘coloca o Camilo’. Ele colocou.

Lendo as várias matérias que surgiram em meio às notícias de glória do goleiro da seleção, ainda no sábado, vi um comentário que me agradou bastante. Veio do Edison Silva, editor de política do Diário do Nordeste. Engraçado como possuem Cid e os Ferreira Gomes, um monopólio, se é que posso dizer assim, de apoiadores. Gente que fecha o olho, coloca a mão no fogo pelo governador, e o apoia na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, até que a morte os separe. O discípulo Cid e seus seguidores, juro, é impressionante.

Mas, verdadeiramente, a partida teve início mesmo. Na outra ponta, com toda pompa, o senador Eunício confirmava o próprio nome, o que todos esperavam, à disputa. O que chamou muito a minha atenção foi a forma como os dois se trataram durante as convenções (Cid e Eunício). Quê isso, fera! Se eu fosse um árbitro teria chamado os dois para uma conversa. Briga em campo não pode. 

Cid se doeu porque o Eunício juntou-se com o PSDB, da ala de Tasso e ainda com o PR, do Lúcio Alcântara, do Roberto Pessoa e ‘Cia’. Antes era tapinha no ombro, hoje é beijinho no ombro, filhinho. O senador começou a detonar o governo do Gomes. Ai, ai, vai começar. A negrada está se soltando.

Depois da Luizianne parece que o Cid ganhou mais um desafeto. Espero que esta seja apenas mais uma impressão. Enquanto isso vamos acompanhar o que dizem e pensam os nossos queridos candidatos. 

E viva a democracia...

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados