Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Quinta-feira, 27 de julho de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Enquanto Houver Saudade
No ar: Saudade Maior
 
 
 

Adísia Sá
Jornalista e Professora


 

“Complexo de inferioridade”
   

Um Estado, como o nosso, cheio de carências e problemas, se dar ao luxo de fazer um Acquario ao custo superior a U$ 45 milhões, é tripudiar em cima de todos nós. A desculpa é de que o Acquario atrairá milhares de turistas, ou seja, curiosos gastarão suas moedas para ver peixinhos nadando para lá e pará cá, como se graças ao nosso, o brasileiro conhecerá Acquario. Pelo amor de Deus.

Na miragem desses “empreendedores”, hotéis ficarão superlotados, mais taxis terão que circular, empregos serão abertos e os cearenses, até então ociosos, logo, logo terão mais carteiras profissionais assinadas. Noutras palavras: o Acquario é, como se diz, a salvação da lavoura. O Acquario estará ocupando o tempo de funcionários do Estado e do município, também de terceirizados, cada um com suas atribuições específicas. O importante é fazer o abrigo dos peixinhos.

Afinal, afirmam os seus defensores, o futuro do Ceará está nos olhando, pedindo para ser concluído o precioso empreendimento. Mas, os gastos não serão só com o Acquario propriamente dito. Outras obras se fazem necessárias, como, por exemplo, estacionamentos. Cadê espaço? Pelo que li no jornal, “alguns urbanistas trabalham para viabilizar a ideia. Enquanto o barco anda, penso eu, para aquilo que no meu entendimento, é vaidade demais para o nosso bolso. Há tanto o que fazer, não apenas na Capital, como no Estado todo e a máquina estará voltada para o Acquario.

Pairava sobre o projeto um silêncio tumular, felizmente um brado se fez ouvir pelo deputado Audic Monta (PMDB) para investigar as obras do Acquario. Diz ele: “é uma obra com investimento muito grande e sem informações precisas.” Como o silêncio persiste, trago o assunto às páginas do jornal, não apenas as minhas preocupações, mas, creio, de parcela ponderável de nossa gente. O Ceará tem problemas demais para ficar brincando de preparar um bom leito para peixinhos. Encerro conclamando deputados e vereadores, a exemplo de Audic Mota, a pedir a instauração de uma CPI para investigar os gastos com as obras do Acquario. E que tudo seja posto em negrito nas páginas de nossos jornais.


  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados