Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Domingo, 19 de novembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: - -
No ar: - -
 
 
 

Cirilo Pimenta
Médico veterinário e Prefeito de Quixeramobim


 

"A burocracia e a sede vão matar"
   
“Lembre-se de cavar o poço bem antes de sentir sede.” Valho-me do provérbio chinês que cai como uma luva em relação ao quadro a que assistimos no Ceará, para expressar a grave preocupação no tocante ao abastecimento de água. Em maio do ano passado, o então secretário de Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, visitou Quixeramobim para assinar ordem de serviço para a construção de três adutoras no município. Até hoje, no entanto, nenhum metro de cano foi enterrado. Há aproximadamente oito meses 12 poços foram cavados em assentamentos secos. Porém, até o presente momento nenhum deles foi equipado.

Não tenham dúvidas, a seca de 2015 é a maior de todos os tempos da era moderna de urbanização e organização comunitárias. E para piorar a situação a tal da burocracia, em se tratando de calamidade, se sobrepõe ao direito à vida de pessoas e animais. Nunca é demais lembrar que os animais têm o sagrado direito a água, a vida. A economia de Quixeramobim tem em sua bacia leiteira grande riqueza e concentra 45% das pessoas na zona rural. Ou seja, a atividade agropecuária é, na realidade, um grande programa de fixação do homem no campo em nosso município. A estiagem longa tem trazido sérios prejuízos ao setor. Daí nossa intenção de discutir o assunto e levantar algumas questões que consideramos inadiáveis para não matarmos nossa galinha dos ovos de ouro.

Os governos precisam ser mais ágeis e desburocratizados. Precisam repassar recursos direto para os municípios de forma urgente. Os recursos seriam utilizados num amplo programa de convivência como a seca conforme propomos: 1 – Perfuração de poços com empresas privadas; 2 - Aluguel de retroescavadeiras para cavar cacimbas nos rios e riachos; 3 - Compra de canos para adutoras existentes; 4 – Compra de anéis para novos cacimbões; 5 - Distribuição de cisternas de fibras para se tornarem chafarizes em vilas e distritos a serem abastecidas pelos carros-pipas e etc.

Outra sugestão é poupar água dos açudes Castanhão e Orós. No cenário atual e se 2016 for seco, temos que nos preparar para o pior. Ou seja, mudarmos para uma outra região, pois o sertão do Ceará se transformará em um grande deserto. E que me perdoem as autoridades que compõem o comitê da seca, se medidas como as sugeridas não forem adotadas para ontem, faltará água até para matar a sede dos senhores em reuniões burocráticas de pouca ou nenhuma resolutividade. E tenho dito.

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados