Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Terça-feira, 19 de setembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Manhã 106
No ar: Cidade em Campo
 
 
 

Adísia Sá
Jornalista e Professora


 

Fortaleza e seus defensores
   
Não estou sozinha na defesa de nossa cidade, há outras pessoas levantando suas vozes contra a descaracterização de Fortaleza. Nossas praças estão sendo transformadas em mercados, onde se vende desde verduras a “camisinhas”, sem que a presença da autoridade municipal se faça sentir. Pelo contrário: inexistentes, dão espaço para que a cidade, principalmente o seu centro, se transforme em mercado.

Há, também, pessoas que justificam esse quadro, alegando a pobreza de nossa gente e a necessidade de sobrevivência a qualquer custo. Sei, reconheço a miséria que existe em muitos lares fortalezenses, mas não posso deixar, em nome da solidariedade, que façam da capital uma imensa bodega a céu aberto. Não só bodega, como mictório público: existe um sob a coluna da hora, transformado também em dormitório público. Sim, dormitório público é a Praça do Ferreira, depois das 22 horas, como já vi, após palestras no auditório da Associação Cearense de Imprensa.

Como presidente dessa entidade, bati à porta de autoridades pedindo providências no sentido de eliminar essa excrescência, sem que medida alguma tenha sido providenciada até a presente data. Como sou mulher de muita fé, insisto, mais uma vez: “doutor” Roberto Cláudio, acione a prefeitura no sentido de abrir os olhos e eliminar esse quadro degradante e vergonhoso.

Disse acima que não estou sozinha na defesa de nossa cidade, notadamente de nossas praças. Do vice-cônsul de Portugal, Francisco Brandão, recebi atenciosa mensagem em que agradece os meus pronunciamentos nesse sentido, indo além desse ponto, quando salienta que teve “acesso a um estudo especializado que concluiu, após modelagem e já com simulação do binário, que “a Praça”, devidamente sinalizada com semáforos ao fluxo do binário” pelo que julgamos que nem por razões de fluidez de tráfego compensaria a sua destruição, o que vai sendo constatável até hoje, passado um ano até com as pequenas mudanças que foram feitas.”

Como eu gostaria de ouvir outros defensores da cidade, a partir de nossas praças: o que é delas, que estão desaparecendo, sem que alguém as defenda? Patrocínio, Do Carmo, José de Alencar, do Ferreira, vão virar campo de treinamento, como fizeram com a do Colégio Militar, antiga Cristo Rei?

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
Outros Artigos:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados