Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Domingo, 19 de novembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: As Melhores da Canudos
No ar: Domingo Sertanejo
 
 
17/05/2014
Grupo de leitura “Sertões e Memórias” realiza segundo encontro para estudar Dona Guidinha do Poço

No dia 09 de maio, os participantes do Grupo de Leitura “Sertões e Memórias” se reuniram na casa de Conselheiro para realizar o segundo encontro para debater as leituras do livro segundo e terceiro da obra “Dona Guidinha do Poço”.

Foi um encontro memorável com discussões empolgantes sobre o contexto histórico literário no qual a obra está inserida. Com destaque para as viagens frequentes os serviçais de Guidinha para comprar tecidos no comércio de Secundino na vila de Cajazeiras, nome fictício no livro da vila de Quixeramobim. 

Além de sua preocupação dele ser preso pela acusação do crime que tinha cometido pela sua terra Pernambuco. Principalmente no período eleitoral onde o partido liberal no qual ela Guida fazia parte disputava as eleições com o partido conservador, que veio a vencer. Daí sua preocupação de passar dias na vila durante os festejos do padroeiro Santo Antonio. Pois além de participar das missas, trezena e quermesses se reuniriam com o chefe do partido liberal local, o Padre João Francisco, convidado para almoçar na sua casa na Vila após a missa do dia 13 de junho.

Outra coisa estava incomodando Guida naquele momento, era o namoro do sobrinho de seu marido com a jovem Lalinha, filha do Juiz de Direito. Margarida fará tudo para destruir esse romance, convencendo seu marido Quim a fazer Secundino acabar com o comércio em Cajazeiras, passando a morar na fazenda Goiabeirinha vizinho ao Poço da Moita. Por lá, Secundino empregou em gado o dinheirinho do apuro, e com uns cobres mais, que o Major Quim lhe emprestou, estava se tornando fazendeiro. 

Dessa forma Secundino ficaria mais perto de Guida, participando com mais frequência dos terços oferecidos a nossa Senhora em sua fazenda, no qual ela ficava sempre ao seu lado, bem como das cantorias, onde os cantadores largavam a goela no mundo. E durante essas rodas de viola algumas pessoas já estavam desconfiando desse afago exagerado de Margarida com o sobrinho de seu marido. Até o próximo encontro!

E por falar em próximo encontro, os participantes definiram que este será no dia 17 de junho, saindo às 6 da manhã da Casa de Conselheiro com destino a Canafístula Velha, antiga fazenda de Dona Guidinha do Poço. No decorrer da viagem farão algumas paradas para irem discutindo o livro quatro e cinco, concluindo assim a leitura dessa importante obra de nossa literatura. 

Postado por: Neto Camorim - Integrante da ONG. Iphanaq / Foto: Edmilson Nascimento

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
 

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário



Outros:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados