Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Domingo, 23 de abril de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Show dos Bairros
No ar: Musical 840
 
 
17/09/2010
Enquanto isso, na Sala de Justiça!

Como nos desenhos animados que assistia diariamente na televisão, ou nas histórias em quadrinhos, ali se apresentavam super-heróis ideologizados, reunidos na sala de justiça diante de dezenas de painéis e computadores, monitorando o inviolável sistema de defesa dos Estados Unidos da América.

E, enquanto isso na Sala de Justiça...

Preparavam-se para enfrentar o eterno inimigo que se apresentava e tomava formas inimagináveis. E lá  se iam nossos  invencíveis heróis, em defesa da humanidade, para defendê-la  do perigo.

Porém, nossos supermans deram uma  ‘vacilada’ e o imprevisível  acontecera.

Na manhã de 11 de setembro de 2001, o inimigo invisível se revelaria, de maneira traiçoeira, desabando como um meteoro sobre uma cordilheira ,esmagando flores inocentes e rasteiras. Parecia uma procissão de suicidas!

Enquanto isso, na terra  onde nasceu o homem que comandou a Guerra do Fim do Mundo....

Como numa estória de conto das Mil e Uma Noites ...e mais uma!
 -Naquela  manhã, quando chegava do trabalho, ouvi o chamado insistente de minha esposa, que estava no quarto cuidando de nossa filha, recém nascida.

- Olha!veja o que está acontecendo!

Corri imediatamente para saber o que estava se passando. O olhar dela direcionava o meu para a televisão .

- Veja, dizia ela, isso está acontecendo nos Estados Unidos. Um prédio foi atingido por um avião! Não deu tempo nem dela falar - Olha novamente! Parece outro avião  se jogando sobre outro prédio...

Não acreditava no que estava acontecendo!O televisor mostrava em tempo real, imagens de uma tragédia, onde a cena era a própria notícia.

Onde estaria o Capitão América e os Superamigos naquele momento? Enfim, seria essa mais uma grande oportunidade de aparecerem, ao vivo e a cores na telinha, para mais um ato heróico.

-Epa! Parece que  além das duas torres, a Sala de Justiça também foi atingida. Como os Superbacanas deixaram isso tudo acontecer?

Mas aconteceu...Tio San estava desmoralizado!Imagina por quem? Dizem que por um grupo saído das cavernas de Ali Babá.
 
Enquanto isso, meses depois daquela manhã de setembro, na terra de Antôin Vicente...

Outra estoriazinha, parecida com aquelas, contada  em um verso de cordel, era narrada  por seu Zé Patinhas.

“No bar todo mundo é igual” Encontrei-me com seu Zé Patinhas num barzinho, lá para as bandas das Pedreiras. Seu Zé Patinhas, um emergente negociante, bastante conhecido na cidade por demolições patrimoniais na “zona do marco zero”, fazendo emergir torres anãs após as quedas.

Contou-me Zé Patinhas que tinha se convertido ao Cristianismo. Antes, conforme narrava,  era apenas um sertanejo latino americano, com dinheiro no banco. E, agora, porque não dizer, tornara-se um matuto rico convertido. Disse-me que é daqueles que não tem a intenção de queimar o Corão islâmico em praça pública, pois seu fundamentalismo consiste somente em cometer atentados contra prédios antigos, remontando simbologias. Afinal, eles só servem para tornar a cidade envelhecida e feia!

A próxima a ser demolida será a Igreja Matriz. Com  apoio de outros “ poderes”. Essa será sua Guerra Santa!

A conversa tomava mesmo rumos interessantes. Zé Patinhas confidenciava que, na noite que antecedera ao atentado, patrocinado por Bin Laden e Seus Avatares duros na Al-Qaeda, tivera um sonho terrível.Uma revelação!

“Hipis” - No sonho, ele estava numa barbearia. Levantou-se da cadeira, pagou o senhor de ofício e dirigiu-se à rua central da cidade. Da calçada, instintivamente olhara para o céu que estava em um azul forte, com  manchas avermelhadas do por- do- sol. Repentinamente surge um avião e, num vôo rasante, se joga contra o prédio do seu arquirrival, o pomposo mercenário demolidor,  Pedro Patacôncio. A investida sonhada parecia a de um ensandecido kamikaze sobre um porta-aviões ianque.

Ele elevara as mãos à cabeça apavorado e gritara desesperado: Está se acabando tudo! Via a ave de ferro se destroçar sobre a torre do seu hiper-concorrente. Ouve-se outro zumbido e um novo avião aparecia, tal qual uma abelha desgarra-se do enxame e se lança. Dessa vez fora contra a pirâmide comercial .

Acorda sobressaltado, com o coração ofegante. Acende a luz, verifica as horas, se belisca e constata que tudo não passara de um pesadelo. Depois, ajoelhado, faz uma oração e, contrito, agradece a seu Deus.

Era uma madrugada de 10 de setembro de 2001, dizia ele, entre uma dose e outra de uísque improcedente. E continua sua narrativa: - No outro dia, como numa profecia a ser cumprida, meu sonho tomara forma e vida. Lá longe, muito longe, vendo a TV, o mundo parecia explodir. Porém longe, muito longe daqui...Tudo em nome de Alá!

Enquanto isso, na Sala de Justiça .... Restou somente o Super Pateta, ao lado de G.W. Bush.

Caíra por terra, também na terra de Antôin Vicente, o mito do Übermensch americano.
Os personagens e fatos desse texto são ficcionais, qualquer semelhança é mera coincidência.
Postado por:

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
 

3 Comentários

por Neto Camorim, em 22 de Setembro de 2010 as 19:54
Com humor também é possível dizer as verdades tão necessárias para a nossa cidade de Quixeramobim. Que as vezes, de fato é uma mistura de todos esses personagens fictícios do seu texto, mas que parece reais em Quixeramobim. Muito bom seu texto. Parabéns!
por Osvaldo Costa, em 20 de Setembro de 2010 as 09:25
Mitzplik voltou! Qual herói conseguirá fazê-lo pronunciar seu nome ao contrário? kkkkkkkkkk!!! O humor dizendo tudo!Seja bem-vindo, Mitzplik!!!
por Danilo Patrício, em 19 de Setembro de 2010 as 21:43
Genial. Ainda bem que temos também o humor na trilha do patrimônio!

Deixe seu comentário



Outros:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados