Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Domingo, 23 de abril de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Show dos Bairros
No ar: Musical 840
 
 
06/10/2010
A garra e a esperança que veio de um Oitentão

Para além dos números eleitorais, Neto Camorim faz alusão à trajetória de um candidato à Presidência da República chamando atenção para problemas como aspectos como a desilusão da juventude e as pressões ao voto livre. 

Durante o todo o período de campanha das eleições de 2010, me chamou atenção nas suas entrevistas e debates a forma de como se posicionava o candidato do PSOL a Presidente da República, Plínio de Arruda Sampaio. Criticado por já ser idoso para assumir a posto de presidente de uma nação, em minha opinião sua participação nessa eleição veio a contribuir trazendo temas para a campanha eleitoral, sobre os quais os demais candidatos sempre ficavam em cima do muro. Pode ser que suas ideias de radicalidade política, como muitas vezes é taxado, já não sirvam mais para o Brasil de inserção no novo cenário político, econômico e social, e de mudanças que têm vivido nas últimas décadas. Não quero direcionar por esse aspecto, mas por outros que só o Plínio, a meu ver, expressou nessa eleição. Portanto, quero convidar a você, caro leitor, a fazermos junta essa reflexão.

Toda vez que ouvia as intervenções desse Oitentão, ficava sempre a pensar, como um senhor naquela idade conseguia transmitir tanta esperança, sempre com ideias para o futuro principalmente para a juventude? Digo isso porque em nosso país os idosos, na sua maioria, são desprezados, desrespeitados em seus direitos, e me admirava muito, todo o otimismo, ousadia e coragem do Plínio. Chamou-me atenção no último debate do primeiro turno, no dia 30 de setembro, na TV Globo, ao fazer suas considerações finais. Deixou uma mensagem de esperança principalmente a nossa juventude, tão desencantada nesse nosso país, marcado por desigualdades e exclusões. Então fiquei a pensar nas suas palavras, de como usá-las para estimular meus alunos a acreditar no futuro diante da baixa estima que muitos deles apresentam, vindo essa mensagem de um senhor de 80 anos. Pra mim é algo muito admirável toda a garra que sempre ele apresentava.

Sentido pedagógico - Como professor de ensino médio em escola pública e particular, fico a observar a apatia e a desesperança de meus alunos, onde a maioria, com toda razão, fica sem saber o que fazer ou em quem acreditar, porque estão perdendo a capacidade de sonhar diante de um país de poucas oportunidades decentes à juventude. Talvez tenha sido por isso que a palavra do Plínio tenha me entusiasmado tanto, dizendo que ainda vale à pena sonhar e acreditar no futuro, desde que juntemos e somemos nossas forças para que o otimismo desse Oitentão contagie os nossos jovens, que estão na sua maioria alheios aos seus ideais, diante da falta de oportunidade que deveriam ser apresentadas a eles. 

Penso que o otimismo e a esperança do Plínio foi uma grande contribuição para a nossa juventude, onde muitos foram seus seguidores no twitter, como ele mesmo dizia durante a campanha, numa sociedade em sua maioria indiferente e desencantada com a política, onde a força do dinheiro impera na compra de votos e da consciência de nossos eleitores ainda distantes da importância do voto livre e democrático, sem a pressão e a manipulação dos poderosos. Pensemos nisso!

Postado por: Neto Camorim - Historiador e presidente da Ong Iphanaq.

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
 

Nenhum Comentário

Deixe seu comentário



Outros:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados