Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Domingo, 30 de abril de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: - -
No ar: - -
 
 
22/10/2010
100 anos de Raquel de Queiroz: Do original ao universal

Filha do Juiz de Direito Daniel de Queiroz e de Clotilde Franklin de Queiroz, a escritora Raquel de Queiroz nasceu em Fortaleza em 17 de novembro de 1910. Pelo lado materno, as letras já corriam nas veias, descendente dos Alencar. A bisavó, Dona Miliquinha, era prima de José de Alencar. Pelo lado paterno, descendia dos Queiroz, com profundas raízes em Quixadá.

Para espanto geral, Rachel afirmava que não gostava de escrever e o fazia para se sustentar. Embora tenha começado a escrever para jornais aos 19 anos de idade, ela considerava pequeno o volume de livros que publicou. Como coroamento de sua obra literária e de sua vida libertária, a “Filha do Sertão”, foi a primeira escritora a ingressar na fechada Academia Brasileira de Letras, em 1997. A imortalidade fez dela uma das mais importantes pioneiras na luta da mulher por espaço na sociedade brasileira.

Boa sertaneja, Rachel de Queiroz faleceu dormindo na rede, em sua casa no Rio de Janeiro, em 4 de novembro  de 2003. A literatura e a fama da escritora cearense contribuíram para tornar o Nordeste mais conhecido no Brasil e no mundo, servindo de inspiração para jovens e enriquecendo para sempre a cultura brasileira.

Homenagem – A Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central (Feclesc) realiza sua VIII Semana de Letras, desta vez, com o tema "Rachel de Queiroz: do regional ao universal", aproveitando as comemorações do centenário de nascimento da escritora. A Semana ocorre até 22 de outubro. A Feclesc está sediada em Quixadá, terra adotada pela escritora como sua cidade natal, do coração. Na realidade, Rachel de Queiroz é natural de Fortaleza. Portanto, nada mais justo do que prestarmos esta homenagem a uma das personalidades mais queridas e mais prestigiadas do nosso estado: a primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras, autora de clássicos da literatura em Língua Portuguesa, como O Quinze, Dôra Doralina e Memorial de Maria Moura.

Rachel de Queiroz por diversas vezes visitou o campus da Feclesc, cujo auditório leva o seu nome, além de contribuir pessoalmente para a própria formação desta unidade da Universidade Estadual do Ceará no Sertão Central (Uece). A escritora ainda doou diversos livros do acervo pessoal para a Biblioteca da Feclesc, que hoje constitui uma fonte preciosa de pesquisa sobre sua obra, principalmente para quem se interessa por crítica genética e quer analisar as leituras e notas que Rachel realizava em sua biblioteca particular.

Desta maneira, convido a todos não só a participar da VIII Semana de Letras da FECLESC, oportunidade para trocarmos experiências e saberes, leituras e desafios, mas faço aqui o convite para conhecer a historia e a obra dessa grande mulher Raquel de Queiroz, que escrevendo a partir de sua terra descortinou o mundo.
Postado por: Bruno Paulino é acadêmico do Curso de Letras da Feclesc

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
 

1 Comentário

por Danilo , em 25 de Outubro de 2010 as 08:21
Caro Bruno, parabéns pelo mote da informação. Fico torcendo para que mais leitores sejam formados a partir de momentos como esse. Abraço, Danilo. Vem aí Seminário Patrimônio e Desenvolvimento (11 e 12 em Quixeramobim - veja em www.patrimoniovivo.com.br)

Deixe seu comentário



Outros:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados