Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Segunda-feira, 25 de setembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Canudos Bom Dia
No ar: Cristo é a Fonte
 
 
23/03/2011
Carta para Manuel Bandeira

Se eu possuísse algum talento para música, faria questão de compor a valsa que você, Manuel Bandeira, gostaria de ter composto para saudar Quixeramobim, queria com a minha melodia espantar os fantasmas que te atormentavam, grande poeta, em sua pousada no sobrado imponente da atual Casa Paroquial, de onde tu ouvias as batidas do sino de nossa igreja, que lhe soavam como enigmas.

Estimado Manuel Bandeira, esta cidade está dentro de nós, marcada em nosso equilíbrio de observadores. Ela nos segue onde quer que estejamos, e não há como fugirmos dela. Quem dera nossa Quixeramobim fosse hoje tal qual sua Pasárgada e todo mundo fosse amigo do rei. Mas não se engane, grande mestre das palavras, não foi a poesia que se afastou da nossa cidade, mas a realidade social, econômica e socialmente interpretada é que se afastou da poesia por essa terra em que buscavas cura.

Se me faltam talentos para compor valsa, escrever crônicas e falar de poesia, sobram-me saudade e petulância, as saudades não suas, meu caro Bandeira, com quem sempre me encontro nos versos que lhe fizeram imortal. Saudades tenho do Quixeramobim que não cheguei a conhecer e que era fácil o navegar, pois por aqui, como você pode constatar em sua estadia, existia um centro, donde o rio ditava as lições de geografia, e os casarões seculares não estavam ameaçados pelo tal ‘progresso’, hoje não passa de uma fotografia 3x4  triste das grandes cidades.


Novo rio Mas nem tudo é melancolia, encantar-te-ia saber que o rio agora está cheio, acabando com o deserto que te punha medo. É bem verdade que sobre a velha ponte da estrada de ferro já não passa mais o trem. É que ela agora virou travessia dos sonhos de muitos transeuntes, que em busca do pão diário pelo trabalho, deixam o outro lado do rio e a cruzam em marcha. Esse espetáculo te deslumbraria, saudoso Manuel, acho até que tu escreverias um versinho pra ilustrar a luta desse povo que, como diz a letra do nosso hino, “Deus quer feliz”.

Tu, poeta, vê a cidade, a cidade vê a ti- no tempo presente – assim como ambos já se viram no passado, na vastidão do tempo. A qualidade de seus seres está refletida nos olhos de cada um, mas o que mudou com o passar dos anos?

Hoje os fantasmas que te assombrariam, imortal poeta, certamente seriam outros, pois aqui, como diria Gregório de Matos, “tocou a máquina mercante”, enterrando alegrias, memórias, silêncios, tristezas, hábitos, costumes, rio e poesia: tudo se artificializou. É bem provável que tomado por esse sentimento se angustiasse, e novamente se pusesse a indagar: “Sino de Quixeramobim, baterás por mim?”


CINECLUBE SESC-IPHANAQ

Com o objetivo de oportunizar o acesso ao cinema às comunidades da zona rural, o CINECLUBE SESC-IPHANAQ realiza nesta quarta feira, dia 23 de março, às 19h, na Escola de Caraúno, mais uma exibição itinerante pelo sertão. Desta vez apresenta o filme: O Caminho das Nuvens – direção Vicente Amorim.

Data: 23/03/11 (Quarta feira)       Horário: 19 horas
Local: EEF Antonio de Pádua Saraiva Leão (Caraúno)
Classificação indicativa- 14 anos
Realização:
IPHANAQ e SESC-Ler
Apoio: Sistema Maior de Comunicação

Confira a programação mensal do Projeto até o fim do ano, conhecendo onde o mesmo estará em cada mês.

FEVEREIRO – dia 18 (sexta) Assentamento no Recreio – Belém
MARÇO – dia 16 (quarta-feira) no Caraúno – São Miguel
ABRIL – dia 15 (sexta-feira) no Assentamento Alegre – Uruquê
MAIO – dia 14 (sábado) na Canafístula Velha – Damião Carneiro Pirabibu
JUNHO – dia 25 (sábado) no Fogareiro – Passagem
JULHO – dia 23 (sábado) no São João Velho – Lacerda
AGOSTO – dia 27 (sábado) no Assentamento Tanquinhos – Paus Brancos
SETEMBRO – dia 14 (quarta-feira) em Nenelândia – Sede (Escola)
OUTUBRO – dia 19 (quarta-feira) em Encantado – Sede (Escola)
NOVEMBRO – dia 08 (sábado) no Cosmo Paz – Berilândia
DEZEMBRO – dia 21 (quarta-feira) na Forquilha – Manituba


Ponto de Cultura realiza oficina de Inclusão Digital enfocando Comunicação em Rádio

Foi realizada nos dias 19 e 20 de março, no Liceu de Quixeramobim, a primeira Oficina do Módulo Inclusão Digital, do segundo ano de atividades do Ponto de Cultura Patrimônio Vivo, tendo como enfoque a comunicação voltada para a linguagem do Rádio.

A oficina foi ministrada pela jornalista Katharinne Magalhães, que no sábado pela manhã trabalhou com os alunos as indicações de como fazer um programa de rádio, discutindo os tipos de linguagem do meio, gêneros e a informação de rádio, bem como a definição e produção da notícia e os modelos de elaboração de pauta. Na tarde de sábado, os alunos foram para o laboratório de informática, onde colocaram em prática o que tinham estudado pela manhã, produzindo notícias a partir de modelos de reportagens de jornais e sites.


Conteúdo no Rádio – Nesse momento os alunos obtiveram informações de como se produz uma notícia. A reportagem, que para o rádio precisa ser ágil e instantânea, bem como a redação de notícias escrita: o formato com citação de voz e de entrevista. Além de receberem dicas de redação, pontuação, edição de matérias e orientações para realizarem uma boa entrevista. Foram feitas gravações das notícias produzidas pelos alunos usando o programa de computador Audacity, acompanhado passo a passo pela professora, sempre dando dicas de como realizar um trabalho de qualidade.

No domingo pela manhã, foram apresentadas as gravações das notícias feitas pelos alunos no sábado e, em seguida, foi realizada uma produção coletiva e gravação da notícia sobre o 3º Papo Cultural, outra ação em desenvolvimento da Ong Iphanaq.

Segundo os alunos, foi uma oficina muito proveitosa porque tiveram a oportunidade de exercitar tudo que teoricamente foi discutido, possibilitando assim, um maior conhecimento de como usar as ferramentas das novas tecnologias para a produção de uma comunicação de qualidade, envolvendo as ações do Ponto de Cultura Patrimônio Vivo.


Serviço: O Ponto de cultura Patrimônio Vivo é realizado pela Ong. Iphanaq com recursos, a partir de seleção em edital, do Ministério da Cultura e da Secretaria da Cultura do Ceará, tendo o apoio do Sistema Maior de Comunicação, do Liceu de Quixeramobim e SEBRAE.

Mais informações acesse o site: www.patrimoniovivo.com.br e http://patrimonioiphanaq.blogspot.com/ ou pelo (88) 9220-0056/9998-7434.

Postado por: Por Bruno Paulino do Nascimento, Graduando em Letras pela Uece-Feclesc

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
 

8 Comentários

por Thiago Paulino do Nascimento, em 16 de Abril de 2011 as 13:42
Parabéns pelo texto! Nunca imaginei te ver escrevendo assim, continue trilhando esse caminho. Tenho orgulho de meu irmão e de Quixeramobim, valeu Bruno.
por Antônio Quixadá Dias, em 06 de Abril de 2011 as 19:06
Parabéns Bruno, brincas realmente com as palavras. Fico feliz em poder dizer-me teu amigo e principalmente ter podido desfrutar do convívio da tua tão estimada família. Não sou cortesão, mas sou amigo do rei Bruno.
por Vanderley Paulino, em 03 de Abril de 2011 as 10:35
Parabéns ao Bruno por saber brincar com as palavras! Parabéns a este jovem que através de simples palavras consegue deixar sua mensagem!!!
por EMÍLIO MARRUL, em 29 de Março de 2011 as 14:38
Ótimo texto!!! parabéns pela iniciativa de resgatar a história através da poesia!
por Luís Carlos Paulino, em 27 de Março de 2011 as 16:20
Parabéns ao Bruno! Desbravando a História mediante o exercício da escrita que se aperfeiçoa a cada dia!
por Cristiano Lima, em 24 de Março de 2011 as 01:11
muito bom... descreve o que muitos conterrâneos sentem ao ouvir ou mesmo falar o nome do nosso belo município... parabéns ao autor...
por Leonardo, em 23 de Março de 2011 as 20:28
Ah! meu Quixeramobim como tenho saudades de ti! Belo texto primo.
por Karyne Araújo do Nascimento, em 23 de Março de 2011 as 19:46
Hoje disseram assim para mim: "A boca dessa menina é esse Quixeramobim!", eu digo: "Se você conhecesse ia saber do que eu tô falando!". Quanto mais se eu falasse como você hein Bruno! rs. Abraço!

Deixe seu comentário



Outros:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados