Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Segunda-feira, 26 de junho de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Experiência de Deus
No ar: Cidade em Campo
 
 
20/09/2011
Coisas do meu Quixeramobim

Existem determinados tipos de coisas que só existem no meu Quixeramobim. Comentava outro dia com alguns amigos sobre isso. São pessoas, cismas, crendices que se tornam características de nossa terra. Citarei algumas que certamente verá que falo a verdade.

Quem não conhece o ditado ecoado por ele nas ruas como frase de vida: “ quem pode mais do que Deus?”. Seu Lindival, que sempre anda com o rádio debaixo do braço, e a bengala na mão. Nas ruas faz o maior sucesso com sua simpatia e seu jeito aperreado e “zuadento” de falar. E que tal as irmãs lá dos Paus Brancos, Socorrinha e Carminha. As duas possuem como característica marcante a veia política.

Quem nunca foi à feira do “troca” todo domingo pela manhã no mercado público! Encontra-se de tudo e mais um pouco por lá, desde um pequeno parafuso a um raio de uma bicicleta, vale ressaltar, que tudo que é trocado e não se tem direito à devolução.

Na culinária, Quixeramobim também possui suas particularidades. Quem nunca provou do feijão da Vanda! É raro um quixeamobinense não ter ainda sentado debaixo daqueles tamarindos para saborear os quitutes do “Kanto de Casa”. A panelada mais conhecida de toda a cidade, sem sombra de dúvida, é a da Dona Raimunda. Aos domingos tem que chegar cedo para garantir a merenda “pesada” em frente ao cemitério.

Certamente existem outras coisas curiosas e outras figuras que retratam a cara do povo de Quixeramobim.  São características cotidianas como essas que formam a identidade permanente “desta terra, valente e altaneira, de prestigio e renome sem par”.
Postado por: Elistênio Alves é integrante do Iphanaq e Ponto de Cultura Patrimônio Vivo

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
 

5 Comentários

por angela cleia, em 09 de Fevereiro de 2012 as 19:34
quando li sua publicação Elistenio me deu uma saudade da terrinha...
por Antonio Carlos da Cruz, em 11 de Outubro de 2011 as 11:49
Parabéns meu caro Elistênio. Você consegue traduzir de forma simples e poética a natureza simbólica de nossa "Cidade das Lendas"!
por Bruno Paulino [ pipoca], em 21 de Setembro de 2011 as 15:45
Nessa Cronica, com uma linguagem simples que se faz entender claramente, o amigo Elistenio capta perfeitamente a poetica do cotidiano Quixeramobinense trazendo a luz peculiaridades dessa terrinha, cenarios e personagens muitas vezes esquecidos ou estigamtizados, mais que particularizam Quixeramobim como essa terra de "renome e sem par." e sigamos nas lutas pelas Memórias.
por Henrique gomes, em 21 de Setembro de 2011 as 13:24
Faltou só o Badú e suas 7 vidas. Já foi dado por morto umas 4 vezes e ainda tah por ai botando boneco. Reza a lenda que tal imortalidade se deve ao nivel de alcool em suas veias e seus guardioes (cachorros) que permanecem do seu lado para protege-lo.
por Samara Paulino, em 21 de Setembro de 2011 as 12:06
Parabéns pelo criativo texto. Você enfatizou bem nossas particularidades. Ri bastante quando mencionou as irmãs...

Deixe seu comentário



Outros:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados