Rádio Campo Maior AM
Canudos FM
SM Publicidade
Fundação Canudos
Quixeramobim
Fale Conosco
Você concorda com o aumento no número de vereadores em Quixeramobim nas eleições de 2020?




 
Segunda-feira, 25 de setembro de 2017.
Clique aqui para ouvir nosso Jingle
No ar: Canudos Bom Dia
No ar: Cristo é a Fonte
 
 
17/11/2011
Mamãe falou que eu faço um bruto sucesso em Quixeramobim

Em se tratando de música, Quixeramobim é uma cidade privilegiada. Acredite você ou não, amigo leitor, varias são as músicas que carregam o vocábulo Quixeramobim entranhado em seus versos, embora nenhuma delas seja de sucesso estrondoso Brasil afora. Então aqui vai a tentativa de fazer uma crônica sobre as musicas que falam em Quixeramobim. É um pouco difícil, mas vamos lá.
      
Por começo vale dizer que como na literatura, a boa música sobre qualquer cidade deve prender o ouvinte numa descrição simples, mas robusta de referências sociais e emocionais exaladas pelos poetas-cantores, e as letras e melodias devem ser ao mesmo tempo inspiradas e inspiradoras aos que ouvem e se movem por lá.
 
Nesse sentido, logo de saída me vem na mente o baiano Gordurinha na voz de Ary Lobo que agraciou a cidade com uma espécie de hino informal (digo isso porque essa letra os populares conhecem de cor e salteado) no baião “Quixeramobim” que como reitera a letra “onde é que tem uma redinha muito boa, pra depois do almoço a gente descansar? É em Quixeramobim, é Quixeramobim, é lá no meu Ceará”. O curioso é que não encontrei na biografia de Gordurinha qualquer relação com a cidade (só essa musica, é claro!).
 
Com forte relação biográfica com a cidade e “Também cansado de ver arranha-céu” o arquiteto do verso, Fausto Nilo, compositor de grande sucesso, eterno apaixonado por sua Pólis, não se esqueceria de homenageá-la, e o fez com a canção homônima “Quixeramobim” que teve gravação de seu parceiro Fagner “Meu amor que será de mim? Quixeramobim? O que será de mim? Meu amor que será ?’’. o que será eu não sei, mas acho que tudo é criança na lembrança.
 
Já os Bossa-novistas Vinicius de Moraes e Carlos Lira, nomes de referencia nacional compuseram a quase desconhecida, mas fantástica e pitoresca “Pau-de-Arara” onde relatam na música a história de um migrante cearense nas terras cariocas.,O pitoresco se dá porque o tal migrante conta que tinha “um cumpadre meu lá de Quixeramobim que ganhou um dinheirão comendo gilete na praia de Copacabana” . Embora aparentemente seja essa música o único registro desse quixeramobinense (fictício ou não?) comedor de gilete, ela é praticamente desconhecida dos populares da cidade.
 
Recentemente a cantora Maria Rita surgiu no cenário nacional cantando de Ronaldo Barcelos e Picolé, a sensual canção “Corpitcho”. Na letra um carioca narra sobre uma certa “maldade” que está se “globalizando” e adivinha você o que ele faz na tentativa de fugir desse mal? Não, não adivinhe. O próprio confessa: “Juro que tentei mudar pra algum lugar longe daqui, pra Quixeramobim...” só que não adiantou muito não, viu?Já que em Quixeramobim, esse tal mal também globalizou.
 
E pra encerrar, não poderia esquecer-me da clássica canção “Até o fim” de Chico Buarque (a minha preferida das que falam em Quixeramobim), onde o poeta intertextualiza com Drummond em seu “poema de sete faces”, gosto especialmente dessa música porque ela retrata um sujeito assim como eu, predestinado a ser errado, que não tem dom para quase nada (muito menos para escrever crônica), mas que não desiste de suas ideais e segue tocando a vida. Até porque como diz a música: “Mamãe falou que eu faço um bruto sucesso em Quixeramobim...”

Postado por: Bruno Paulino integra o Iphanaq e é acadêmico de Letras da Uece (Feclesc).

  imprimir
enviar para um amigo 
voltar
 

3 Comentários

por adoring the website vncjwozeqv <a href="http://www.bvcowaxhetkc.com">click here</a> O:-) vkxsvnk, =) lgxwoupvcm [url="http, em 23 de Junho de 2013 as 01:57
bkblmonuvuub
por waldeck luiz, em 28 de Novembro de 2011 as 06:48
bruno,sou neto d egordurinha e estou muito emocionado por ter lembrando de meu avô, eu gosto muito dessamúsica ,parabéns ao texto,acesse o blog d egordurinha e verás muita curiosidades de meu vô
por Nilo Sérgio Costa Maciel, em 21 de Novembro de 2011 as 15:39
Parabéns Bruno, muito legal a idéia de falar sobre músicas que falam do nosso Quixeramobim, somos cantados por vários artistas do nosso País, diga-se de passagem por Ilustres e famosos, tem mais uma que foi gravada pelo Mestre Martinho da Vila, não lembro bem mas vou pesquisar, um abraço.

Deixe seu comentário



Outros:
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados