História
Turismo
Arte e Cultura
Antonio Conselheiro
Galeria de Fotos
Informações Úteis
Fale Conosco
 
 
 
Segunda-feira, 18 de dezembro de 2017.
No ar: Enquanto Houver Saudade
No ar: Saudade Maior
 
 
História – Festas - Trilhas - Ecoturismo

Com uma extensa planície sertaneja recoberta pela caatinga, onde pontuam serrotes e formações rochosas, Quixeramobim se apresenta como dos melhores destinos para os que apreciam o turismo ecológico. A maioria dos segredos e preciosidades da cidade vem das pedras, além das jazidas de turmalinas e ametistas, matéria-prima para os designers de jóias da cidade

Pedra do Letreiro

Com inscrições rupestres e de datação ignorada, é um dos dez Sítios Arqueológicos do Município reconhecidos pelo IPHAN.

Paço Municipal
Sede do Poder Executivo, sobrado antes pertencente a Álvaro Fernandes, renomado médico quixeramobinense e deputado federal. É nome de bairro em Fortaleza.

Casa de Antonio Conselheiro
Antonio Mendes Maciel, o idealista de Canudos, nasceu em Quixeramobim em 1830, na mesma casa onde também nasceu o arquiteto e letrista Fausto Nilo. Seu pai, Vicente Mendes Maciel, era por ele ajudado em sua mercearia. Tinha comércio em casa, como também o tinha o pai de Fausto Nilo.

Ponte Metálica
A maior ponte ferroviária do Nordeste foi moldada nos fornos da indústria metalúrgica da Bélgica para, desmontada e em navio, chegar ao Brasil no último quartel do século XIX. Em 1899 foi montada sobre os pilares de pedra fincados no leito do rio Quixeramobim. A Estrada de Ferro de Baturité, com o prolongamento previsto, não deitaria seus trilhos bitolados por Quixeramobim. Comendador Garcia, idealista e amante da sua terra, deslocou-se para o Rio de Janeiro, onde, pessoalmente, tratou com D. Pedro II, que o atendeu: a fumaça da maria jorraria sob o nosso céu e o apito do trem soaria nestas plagas, por muitos realmente ouvido, menos por ele, o protagonista do feito. Às 21 hs do dia 10 de março de 1894, contando apenas 45 anos de idade, teve a vida extinta de forma violenta ao retornar para casa após exaustivos preparativos para a grande e esperada inauguração do dia seguinte, a sonhada estrada de ferro. Hoje, os trilhos mudaram o curso, restando a ponte para o povo, monumento que simboliza a capacidade humana de transpor obstáculos e aproximar os seres, haveres e viveres de todos os sertões.

Igreja nossa senhora do Rosário
Construída e freqüentada pelos escravos.

Centro Geográfico do Ceará
O ponto central do Estado do Ceará está em frente ao Paço Municipal, na praça Nossa Senhora de Fátima, onde se erige belo e moderno monumento marcando o local.

Igreja Matriz
A fé construiu, em 1755, o primeiro templo do Sertão Central. Brancamente majestosa sob a profusão da intensa luz solar, permanece, por séculos, a vigiar e olhar por aqueles que seqüenciaram, continuam e pelos que virão adiante fazendo a história legada pelos que a puseram em pé. Detalhe: suas torres recuadas. Aos 15 de Novembro de 2005 passa pelos seus 250 anos para seguir, impávida, como o marco da gênese Quixeramobinense.

Estação Ferroviária
Por anos a fio ponto de chegada e de partida de gerações várias. Construída em 1894, teve grande importância no desenvolvimento econômico do município. Hoje, em suas dependências, funciona a Secretaria de Cultura e Turismo.

Casa de Câmara e Cadeia
Construída em 1855. Ícone tombado pelo Patrimônio Histórico da União. É a sede do Poder Legislativo Municipal.

Memorial Antonio Conselheiro

Construído em 1997 para marcar o Centenário de Canudos e homenagear seu líder, Antonio Conselheiro, resgatando a memória de um dos fatos mais marcantes da história nacional. Abriga o Centro Cultural do Município.

Pedra da Gávea
Rochas consistentes em duas voluptuosas pedras entremeadas por um reservatório d’água, formando um conjunto de altitude e rara beleza. Localiza-se na fazenda Salva Vidas. Dista 12,3 km da Cidade. Acesso por estrada carroçável.

Capela do Cemitério Municipal
De raro estilo arquitetônico, informações não confirmadas se referem a uma única similar, na Alemanha.

Açude Fogareiro
Projetado desde o início do século passado, foi construído no período de 1992 a 1994. Com capacidade de acumular 138 milhões de metros cúbicos, tem como nome oficial Açude Engenheiro Antonio Antero. Veio cumprir a principal missão de garantir, permanentemente, as reservas hídricas da barragem de Quixeramobim, sua primeira receptora, e viabilizar projetos de irrigação plantados às margens deste mesmo rio, bem como do rio Banabuiú. Suas águas fizeram submergir uma vila inteira, a sede do Distrito de Passagens, que mudou de lugar. É distante da cidade 36 km, com acesso por estrada carroçável.

Sobrado Paroquial – Manuel Bandeira
Construído em 1858, provavelmente pelo Cônego Antonio Pinto de Mendonça, foi adquirido pela Paróquia de Santo Antonio de Quixeramobim para morada de religiosos. O grande poeta brasileiro, Manuel Bandeira (1886 - 1968) passou temporada hospedado nesse sobrado (também passou curta temporada em Maranguape e Uruquê), em 1908, em busca de clima apropriado para tratar de tuberculose, doença que o atormentou até a morte. Relembra os dias em que aqui esteve através da Crônica “Saudades de Quixeramobim”, escrita em 1956 e que faz parte da coletânea de crônicas do autor pernambucano publicada em 1957, no livro Flauta de Papel-Coleção Cronistas do Brasil.

Vaquejada
Em setembro, o Parque de Vaquejada Afonso Machado, abre suas portas, porteiras e jiquis para, em sua quadra sob a luz do luar, em sua pista e restaurantes a todos receber para a festa do gado e do forró. Vaqueiros, vaqueiras e seus batedores. Sanfoneiros, bandas, dançarinas e forrozeiros. Um grande congraçamento que dá seqüência a uma tradição secular. É bom de ver. É bom de estar.

Festa de Santo Antonio
13 de junho. Celebração de fé e reencontro entre todos e com as raízes cristãs que, através do Padroeiro “Santo Antonio de Quixeramobim”, animaram os pioneiros para consolidar o núcleo civilizatório que prenunciou os surgimentos da Cidade e do Município. Celebrações religiosas e procissão, barracas com produtos e entretenimentos dos mais variados, parques de diversões, leilões e festas dançantes. Tudo isso, e mais, é a Festa do Padroeiro de Quixeramobim, o Glorioso Santo Antonio.

Pedra da Baleia
A junção de duas formações rochosas (Distrito de Uruquê) proporciona a visão de uma baleia. A perfeição da imagem pode ser constatada por quem transita pela CE 060 (Estrada do Algodão) no sentido sertão-litoral. Antes de atingir a ponte da barragem, basta olhar à direita, ao longe.

Barragem de Quixeramobim

“...eu era tão moço e sabia sonhar
morri num colosso nessa cachoeira
lá onde esse rio mudou de lugar
mudaram meu nome
cortaram-me a veia
e eu durmo com medo de nunca acordar...”


É um trecho da música Marinheiras, de Fernando Falcão e Fausto Nilo, gravada por Nara Leão, Fagner e outros. Fala da passagem obrigatória por quem trafega pela CE 060 (Estrada do Algodão). Concluída na seca de 1958, toda em concreto, se erige na região como um dos marcos desenvolvimentista do Governo Juscelino Kubitscheck. Tem nome oficial de Açude Engenheiro José Cândido de Castro de Paula Pessoa. Suas 15 comportas, que lhe dão vazão no período invernoso, proporcionam momento de rara beleza e viva emoção em meio à festa da água, quando jorram, em profusão, brancas borbulhas de amor. No verão, se abrem suas duas passagens tubulares que permitem, à jusante, o surgimento da vida vegetal em projetos irrigados nos perímetros dos rios Quixeramobim e Banabuiú.

 
Clique aqui para ir à Galeria de Fotos
 
 
 
 
Sistema Maior de Comunicação
Rua Monsenhor Salviano Pinto, 507 – Centro CEP 63800-000 Quixeramobim – CE
Fones: (88) 3441.0263 / 3441.1178 Fax: (88) 3441.1209 - E - mail: contatomaior@sistemamaior.com.br
Copyright © 2006-2017  - Todos os direitos reservados